Cultura de segurança do paciente em uma maternidade de risco habitual

Fernanda de Jesus Santos, Hertaline Menezes do Nascimento, José Marcos de Jesus Santos, Jéssica Oliveira da Cunha, Jamille Carolina Silva Santos, Juliana de Araujo Pena

Resumo


Introdução: A preocupação com a segurança dos pacientes tornou-se prioritária nas últimas décadas, pois se trata de um princípio básico e importante requisito para garantia da qualidade do cuidado. Objetivo: Avaliar a cultura de segurança dos pacientes na perspectiva dos profissionais de saúde que trabalham em uma maternidade de risco habitual. Métodos: Trata-se de um estudo transversal e quantitativo, com abordagem descritiva, realizado entre os meses de janeiro e março de 2017 com 21 profissionais de saúde atuantes em uma maternidade filantrópica do município de Lagarto, Sergipe, Brasil. As informações foram obtidas por meio do Safety Attitudes Questionnaire (SAQ), que avalia em escores as percepções de profissionais em relação à segurança do paciente em seis grandes domínios. Ressalta-se que é considerado escore positivo qualquer domínio com média≥75 pontos. Resultados: Os domínios Clima de Trabalho em Equipe (escore=79,1), Satisfação no Trabalho (escore=81,4), Percepção do stress (escore=76,7) e Condições de Trabalho (escore=78,8) apresentaram-se com uma avaliação positiva no escore do instrumento utilizado (média≥75 pontos). Somente os domínios Clima de Segurança (escore=73,9) e Percepção da Gerência (escore=59,6) se mostraram com pontuação abaixo do escore esperado para a cultura de segurança do paciente. Conclusão: De modo geral, foi evidenciada uma cultura positiva de segurança do paciente na maternidade estudada, com necessidade de pequenas adequações no comprometimento organizacional e gerencial do serviço.


Palavras-chave


segurança do paciente; qualidade da assistência à saúde; maternidades; atenção à saúde

Texto completo:

PDF

Referências


Rede Brasileira de Enfermagem e Segurança do Paciente. Estratégias para a segurança do paciente: manual para profissionais da saúde (REBRAENSP). Porto Alegre: EDIPUCRS, 2013.

Rigobello MCG, Carvalho RMFL, Cassiani SHB, Galon T, Capucho HC, Deus NN. Clima de segurança do paciente: percepção dos profissionais de enfermagem. Acta Paul Enferm. 2012;25(5):728-35. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21002012000500013

Quinto Neto A. Segurança dos pacientes, profissionais e organizações: um novo padrão de assistência à saúde. Rev Adm Saúde. 2006;8(33):153-8.

Taylor JA, Dominici F, Agnew J, Gerin D, Morlock L, Miller MR. Do nurse and patient injuries share common antecedents? An analysis of associations with safety climate and working conditions. BMJ Qual Saf. 2012;21(2):101-11. https://dx.doi.org/10.1136/bmjqs-2011-000082

Gabrani A, Hoxha A, Simaku A, Gabrani J. Research Application of the Safety Attitudes Questionnaire (SAQ) in Albanian hospitals: a cross-sectional study. BMJ Open. 2014; 5(4). http://dx.doi.org/10.1136/bmjopen-2014-006528

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Serviços de atenção materna e neonatal: segurança e qualidade. Brasília: ANVISA, 2014.

Coordenação Geral de Informações e Análise Epidemiológica (CGIAE). Consolidação Sistema de informações sobre nascidos vivos: 2011. Brasília: Ministério da Saúde, 2013.

DataSUS. Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS). Disponível em: http://datasus.saude.gov.br/sistemas-e-aplicativos/ hospitalares/sihsus. Acesso em: 08 jan. 2018.

Barbetta PA. Estatística aplicada às ciências sociais. 7 ed. Florianópolis: UFSC, 2014.

Carvalho REFL, Cassiani SHB. Questionário Atitudes de Segurança: adaptação transcultural do Safety Attitudes Questionnaire - Short Form 2006 para o Brasil. Rev Latino-Am Enfermagem. 2012;20(3):575-82. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-11692012000300020

Luiz RB, Simões ALA, Barichello E, Barbosa MH. Fatores associados ao clima de segurança do paciente em um hospital de ensino. Rev Latino-Am Enfermagem. 2015; 23(5):880-7. http://dx.doi.org/10.1590/0104-1169.0059.2627

Marinho MM, Radunz V, Barbosa SFF. Assessment of safety culture by surgical unit nursing teams. Texto Contexto Enferm. 2014;23(3):581-90. http://dx.doi.org/10.1590/0104-07072014002640012

Baratto MAM. Cultura de segurança do paciente: percepções e atitudes dos trabalhadores nas instituições hospitalares de Santa Maria. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Santa Maria. Santa Maria: 2015.

Carvalho REFL, Arruda LP, Nascimento NKP, Sampaio RL, Cavalcante MLSN, Costa ACP. Avaliação da Cultura de Segurança em Hospitais Públicos no Brasil. Rev Latino-Am Enfermagem. 2017;25:e2849. http://dx.doi.org/10.1590/1518-8345.1600.2849

Carvalho PA, Göttems LBD, Pires MRGM, Oliveira MLC. Safety culture in the operating room of a public hospital in the perception of healthcare professionals. Rev Latino-Am Enfermagem. 2015;23(6):1041-8. http://dx.doi.org/10.1590/0104-1169.0669.2647

Barbosa MH, Sousa EM, Félix MMS, Oliveira KF, Barichello E. Clima de segurança do paciente em um hospital especializado em oncologia. Rev Eletr Enf. 2015;17(4):1-9. https://dx.doi.org/10.5216/ree.v17i4.34614

Correia MM, Ferreira MM. Satisfação Profissional dos Enfermeiros. Dissertação (Mestrado) - Escola Superior de Enfermagem do Porto. Porto: 2016.

Relihan E, Glynn S, Daly D, Silke B, Ryder S. Measuring and benchmarking safety culture: application of the safety attitudes questionnaire to an acute medical admissions unit. Ir J Med Sci. 2009;178(4):433-9. https://dx.doi.org/10.1007/s11845-009-0352-2

World Health Organization (WHO). Human Factores in patint safety: review of topics and tools. Geneva: WHO, 2009.




DOI: https://doi.org/10.7322/abcshs.v44i1.1066

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Fernanda de Jesus Santos, Hertaline Menezes do Nascimento, José Marcos de Jesus Santos, Jéssica Oliveira da Cunha, Jamille Carolina Silva Santos, Juliana de Araujo Pena

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.