Alta frequência dos fatores de risco à oclusão dentária entre escolares no município de Petrópolis: um estudo transversal

Claudia Salvini Barbosa Martins da Fonseca, Maria de Fátima Pombo March, Lilian Teresinha Costa, Clemax Couto Sant’Anna

Resumo


Introdução: A má oclusão dentária tem origem multifatorial, logo é difícil definir estratégicas específicas de como preveni-la. A respiração bucal e certos hábitos de sucção, se persistir por mais de 36 meses, podem influenciar de forma negativa. Objetivo: Identificar fatores de risco à oclusão dentária como: respiração bucal e hábitos de sucção em escolares de 8 a 10 anos de idade em Petrópolis, RJ. Métodos: Estudo observacional, transversal, de caráter descritivo. Incluídos escolares de ambos os sexos, 8 a 10 anos, matriculados em sete escolas municipais de Petrópolis. Distribuído aos escolares o protocolo para a identificação da criança respiradora bucal e o questionário sobre hábitos de sucção (mamadeira, chupeta e dedo). Resultados: Foram avaliados 377 protocolos para a identificação de criança respiradora bucal e 377 questionários sobre hábitos de sucção. Nos protocolos foram referidos sintomas como: dormir de boca aberta em 193 (51,2%), babar no travesseiro em 172 (45,6%), roncos em 131 (34,7%) e obstrução nasal diária em 118 (31,2%). Ao aplicar os critérios de Abreu, constatou-se uma frequência de 243 (64%) respiradores bucais e 134 (36%) respiradores nasais. Ao avaliar os 377 questionários sobre os hábitos de sucção encontraram-se: 276 (73%) crianças com hábitos de sucção e 101 (27%) sem tais hábitos. Dos 276 escolares que tiveram hábitos de sucção, houve persistência destes hábitos acima de três anos e 11 meses em 149 crianças (54%). Conclusão: Encontrada uma alta frequência de respiradores bucais e de crianças com hábitos de sucção. 

Palavras-chave


criança; má oclusão; respiração bucal; comportamento de sucção

Texto completo:

PDF

Referências


Emerich K, Wojtaszek- Stominska A. Later orthodontic complications caused by risk factors observed in the early years of life. Eur J Pediatr. 2010;169(6):651-5. http://dx.doi.org/10.1007/s00431-009-1098-6

American Academy of Pediatric Dentristy (AAPD). Guideline on perinatal and infant oral health care. Pediatr Dent. 2016;38(6):150-4.

Kozak FK, Ospina JC, Cardenas MF. Characteristics of normal and abnormal postnatal craniofacial growth and development. In: Lesperance MM, Flint PW. Cummings pediatric otolaryngology. Elsevier, 2015; p. 55-80.

Souza LBR. A atuação da fonoaudiologia na oclusão neutral, nas más oclusões e nas DTMs. In: Paiva HJ. Noções e conceitos básicos em oclusão, disfunção temporomandibular e dor orofacial. Santos: 2008; p.67-78.

Capellete Junior M. Tratamento das consequências. In: Solé D, Prado E, Wecky LLM. Obstrução nasal: o direito de respirar pelo nariz. São Paulo: Atheneu, 2013; p. 233-47.

American Academy of Pediatric Dentristy. Guideline on management of the developing dentition and occlusion in pediatric dentristy. Pediatr Dent. 2016;38(6):289-301.

Grippaudo C, Paolantonio EG, Antonini G, Saulle R, La Torre G, Deli R. Association between oral habits, mouth breathing and malocclusion. Acta Otorhinolaryngol Ital. 2016;36(5):386-94. http://dx.doi.org/10.14639/0392-100X-770

Peres KG, Chaffee BW, Feldens CA, Flores-Mir C, Moynihan P, Rugg-Gunn A. Breastfeeding and oral health: evidence and methodological challenges. J Dent Res. 2018;97(3):251-8. http://dx.doi.org/10.1177/0022034517738925

Abreu RR, Rocha RL, Lamounier JA, Guerra AFM. Etiology, clinical manifestations and concurrent findings in mouth breathing children. J Pediatr. 2008;84(6):529-35. http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572008000700010

Felcar JM, Bueno IR, Massan ACS, Torezan RP, Cardoso JR. Prevalência de respiradores bucais em crianças de idade escolar. Ciênc Saúde Coletiva. 2010;15(2):427-35. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232010000200020

Marcus CL, Brooks LJ, Draper KA, Gozal D, Halbower AC, Jones J, et al. Diagnosis and management of childhood obstructive sleep apnea syndrome. Pediatrics. 2012;130(3):e714-55. http://dx.doi.org/10.1542/peds.2012-1672

Lione R, Buongiorno M, Franchi L, Cozza P. Evaluation of maxillary arch dimensions and palatal morphology in mouth breathing children by using digital dental casts. Int J Pediatr Otorhinolaryngol. 2014;78(1):91-5. http://dx.doi.org/10.1016/j.ijporl.2013.09.028

Imbaud TCS, Mallozi MC, Domingos VBTC, Solé D. Frequência de rinite e alterações orofaciais em pacientes com má oclusão dentária. Rev Paul Pediatr. 2016;34(2):184-8. http://dx.doi.org/10.1016/j.rppede.2016.02.009

Souki BQ, Pimenta GB, Souki MQ, Franco LP, Becker HMG, Pinto JA. Prevalence of malocclusion among mouth breathing children: do expectations meet reality? Int J Pediatr Otorhinolaringol. 2009;73(5):767-73. http://dx.doi.org/10.1016/j.ijporl.2009.02.006

Bonuck K, Rao T, Xu L. Pediatric sleep disorders and special educational need at 8 years: a population based cohort study. Pediactrics. 2012;130(4):634-42. http://dx.doi.org/10.1542/peds.2012-0392

Bonuck K, Freeman K, Chervin RD, Xu L. Sleep disorders breathing in a population based cohort: behavioral outcomes at 4 and 7 years. Pediactrics. 2012;129(4):e857-65. http://dx.doi.org/10.1542/peds.2011-1402

Hermont AP, Martins CC, Zina LG, Auad SM, Paiva SM, Pordeus IA. Breastfeeding, bottle feedings and malocclusion in the primary dentition: a systematic review of cohort studies. Int J Environ Res Public Health. 2015;12(3):3133-51. http://dx.doi.org/10.3390/ijerph120303133

Abreu LG, Paiva SM, Pordeus IA, Martins CC. Breastfeeding, bottle feedings and malocclusion in mixed and permanent dentitions: a systematic review. Braz Oral Res. 2016;30:e22. http://dx.doi.org/10.1590/1807-3107BOR-2016.vl30.0022

Moimaz SA, Garbin AJ, Lima AM, Lolli LF, Saliba O, Garbin CA. Longitudinal study of habits leading to malocclusion development in childhood. BMC Oral Healthy. 2014;14:96. http://dx.doi.org/10.1186/1472-6831-14-96

American Academy of Pediactrics. Pacifiers and thumb sucking. Disponível em: http://www.healthychildren.org/english/ages-stages/baby/feeding-nutrition/pages/ discontinuing-the-bottle. Acesso em: 27 maio 2017.

Dimberg L, Bondemark L, Soderfeldt B, Lennartsson B. Prevalence of malocclusion traits and sucking habits among 3 years old children. Swed Dent J. 2010;34(1):35-42.

Garbin CAS, Garbin AJI, Martins RJ, Souza NP, Moimaz SAS. Prevalência de hábitos de sucção não nutritivos em pré escolares e a percepção dos pais sobre a sua relação com maloclusões. Ciênc Saúde Coletiva. 2014;19(2):553-8. http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232014192.23212012

Majorana A, Bardellini E, Amadori F, Conti G, Polimeni A. Timetable for oral prevention in childhood developing dentition and oral habits: a current opinion. Prog Orthod. 2015;16:39. http://dx.doi.org/10.1186/s40510-015-0107-8

Sexton S, Natale R. Risks and benefits of pacifiers. Am Fam Physician. 2009;79(8):681-5.




DOI: https://doi.org/10.7322/abcshs.v44i1.1086

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Claudia Salvini Barbosa Martins da Fonseca, Maria de Fátima Pombo March, Lilian Teresinha Costa, Clemax Couto Sant’Anna

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.